quarta-feira, 25 de agosto de 2010

A Eliminação.


Como prometi, aqui vai o exercicio que eliminou a mim e Lix.

O correto era do salto, para o muro, em seguida túnel, salto em distancia, novamente muro, passagem entre o distancia e o muro para subida da passarela, no desenho parece até perto mas era mais longe (preciso mesmo dos vídeos para lembrar direito), o que aconteceu comigo foi que do salto simples ela foi direto pra o túnel, bem que eu tentei chamar mas nem deu jeito.

Uma vez nosso grande Juiz Internacional Artur Pires, em seu Blog, fez um post chamado "Por vezes não vemos" que vem bem a calhar nesse caso, ou seja, uma coisa simples que eu não vi mas que talvez tenha sido intencional e me pegou desprevinido, bom pra aprender, tanto como aspirante bem como condutor. ;P

5 comentários:

Vívian Razel disse...

Neto, o posicionamento do corpo também interfere para "mandar" o cão para um obstáculo ou para outro. Se você tiver filmado, verifique o posicionamento do ombro, do braço. Essas são pegadinhas que a gente só percebe quando elimina...

Artur Pires disse...

Neto

Essas são as pegadinhas de que eu gosto,as dificeis de vêr. Na realidade é preciso "vêr" o mais simples dos pormenores.Vêr onde o cão vai estar em determinado momento e o que isso pode ocasionar.

Ainda bem que aprendeste a lição.

Abs
Artur Pires

Miguel disse...

Em alguns casos infelizes, nem o "projetista" da pista, no caso o árbitro, percebe a pegadinha. Apenas quando os cães entram em pista, o despercebido se faz perceber... rs

fabiestiga disse...

Pra dizer o que saiu errado só vendo mesmo o vídeo e tem que saber como era a trajetória do cão antes do salto simples.

Mas como o Artur disse tem que ver os pormenores. Algo sem importância aparente se torna um refúgo, falta ou desclassificação por falta de atenção.

Artur Pires disse...

Miguel

Podes crer que sim, basta lembraes a minha pista no festival da DW e a famosa gangorra.

Nem eu percebi até hoje. rsrsr

Artur Pires